Por Raquel Cruz Xavier

28/03/2018

Descubra qual UMG da Khomp é ideal para a sua empresa

Como evidenciado em outro artigo aqui do blog, o uso de media gateways amplia consideravelmente a capacidade de desempenho, gestão e funcionalidade das operações de telefonia. Porém, para garantir o melhor custo-benefício na implantação do equipamento (ou seja, qual UMG é melhor para sua empresa), é preciso conhecer bem suas funcionalidades e sua adequação às demandas do projeto.

Tipo de empresa, porte, tipo de ligações mais demandas, quantidade de chamadas simultâneas e chamadas entre filiais são aspectos que devem ser considerados para a escolha do equipamento certo, que atenda todas as especificações mas sem onerar o custo do projeto final.

Diante desse cenário, a Khomp apresenta os equipamentos de sua linha de User Media Gateway (UMG) recomendados para cada tipo de empresa. Confira!

 

UMG 50, 100 e 104

Esses produtos são indicados para empresas de pequeno e médio portes, nos primeiros estágios de implantação e desenvolvimento de uma operação de telefonia, ou operadoras que visam oferecer produtos para esse público (conectando-se com o canal E1 do cliente).

“O UMG 50, por exemplo, é excelente para quem trabalha com uma baixa densidade de chamadas, mas já prevê uma curva de crescimento”, apresenta Rafael Nahid, Consultor Comercial da Khomp. Isso porque o equipamento trabalha com um desempenho mínimo de 10 chamadas, mas pode alcançar até 30.

Com essa configuração, o UMG 50 apresenta-se ideal à provedores de internet que desejam ampliar o seu portfólio de produtos ofertados. Entregando o equipamento na casa de seus clientes, podem converter o sinal de internet em chamadas telefônicas e assim entregar ambos serviços na ponta.

Outro cenário para ideal para aplicação do UMG 50 é no crescimento de filiais do negócio. “Caso a empresa se enquadre nesse quesito, o aparelho é uma ferramenta útil na hora de expandir sua operação geograficamente, colocando um gateway em cada localidade para realizar chamadas sem custo entre matriz e filiais e entre filiais”, explica.

Na mesma linha, o UMG 100 é aconselhado às empresas que que já possuem o volume de aproximadamente 30 chamadas simultâneas e não vislumbram grandes variações nesse montante.

Sob outra perspectiva, o UMG 104 possui a mesma quantidade de canais de seus antecessores, 30 canais, mais quatro portas de Ethernet – que podem ser conectadas diretamente com as operadoras e, assim, garantem mais estabilidade na operação. “Além disso, esse produto é indicado quando a empresa considera agregar recursos relacionados a Session Border Controller (SBC) e um backup com a operadora”, evidencia.

Há também a versão Appliance desse media gateway: o UMG Server 104, ideal para as empresas que necessitam de aplicações customizadas para seu negócio, como trataremos mais adiante.

 

UMG FXS 240

Esse media gateway é uma excelente opção para empresas com uma infraestrutura de telefonia mais antiga ou provedores de serviço que oferecem PBX IP. “A ferramenta converte os sinais SIP da operadora para atender a ramais analógicos no cliente, o que permite usufruir dos recursos da telefonia VoIP sem a necessidade de investir em novas terminais telefônicos”, explica Nahid.

 

UMG Modular 300

O UMG Modular 300 é voltado para companhias com uma infraestrutura de telefonia mais madura, que necessitam de mais controle sobre os gastos da operação. “A possibilidade de ativar canais via GSM permite traçar rotas de menor custo nas chamadas para celular, garantindo uma economia considerável”, afirma. Também é uma ótima escolha para as companhias interessadas em adotar um PABX na nuvem.

Uma variante desse equipamento é o UMG Server Modular, um Appliance composto por um UMG Modular 300, configurável com diferentes interfaces de telefonia, e mais um servidor com processamento dedicado à instalação de qualquer solução de telefonia, como um PABX.  “Indico essa opção para as empresas que optam por embarcar suas próprias aplicações e/ou aproveitar a infraestrutura de um PABX legado”, recomenda.

Há também o UMG Server Modular PRO, que, além das características de seu antecessor, conta com maior capacidade de processamento no host, atendendo à demanda de aplicações mais robustas. Outra característica própria é a possibilidade de escolher a capacidade de processamento e armazenamento de dados, conforme a solução a ser trabalhada.


Acesse aqui para saber mais acerca da capacidade e demais características técnicas de cada modelo apresentado.


 

Quer saber mais sobre a linha UMG e como aproveitar seus recursos? Entre em contato com os Consultores Comerciais da Khomp ou converse com seu integrador!

 

Facebook Twitter Linkedin