Por Raquel Xavier

05/09/2018

Futurecom 2018: descubra oportunidades de negócio com IoT – Internet das Coisas!

oportunidades de negócio com IoT

Quais as oportunidades de negócio com IoT – Internet das Coisas? Neste quarto artigo da série na rota do Futurecom 2018, o Blog da Khomp convida o leitor a repensar o IoT a partir das necessidades de três setores que demonstram ampla abertura para essa tecnologia: Agronegócio, Urbanismo (pelo viés das Smart Cities) e Indústria 4.0!

“Independentemente do mercado, o uso de IoT é um recurso fundamental para transformar informação em conhecimento. Ou seja: a partir da observação de dados, é possível traçar estratégias para melhorar o desempenho de processos, descobrir falhas e pontos de inovação”, afirma Sandro Kischner, gerente de Produtos IoT da Khomp.

 

Oportunidades no campo

Quem acompanha o Agronegócio mais de perto percebe o interesse crescente desse segmento em tecnologias IoT. A Khomp, inclusive, participou recentemente de uma matéria da revista Dinheiro Rural (edição de agosto/2018) que aborda o assunto.

“No dia-a-dia converso com empresários que apresentam várias ideias, mas não têm fornecedores de solução. Isso torna o cenário interessante para os integradores, no sentido de aproveitar esse oceano azul para atender essa demanda reprimida”, explica.

Entre as tecnologias que se destacam nesse setor, a aplicação de sensores LoRa é promissora. “É um protocolo que cumpre uma necessidade intrínseca a esse setor: cobrir uma área ampla com baixíssimo custo e consumo”, indica.

Dentre as aplicações, o uso de IoT abrange desde a captação de dados meteorológicos até o controle frigorífico de alimentos perecíveis.


Leia também o artigo Futurecom 2018: quais as oportunidades de negócio para ISPs a partir da tecnologia LTE?, que aborda a distribuição de 4G, outra importante tecnologia para a popularização do IoT no campo!


 

Indústria 4.0

Outro tópico que ganha cada vez mais espaço nas manchetes econômicas, o avanço do IoT na indústria é comparado a outros movimentos revolucionários no setor, como a mecanização de processos, máquinas a vapor e a informatização.

“Nesse setor, tenho visto muito a aplicação de Zigbee e BlueTooth, principalmente para o acompanhamento de processos de manufatura e operações corporativas, como o controle de refrigeradores em supermercados e smart grid de energia”, explica.

 

Smart Cities

“A integração de IoT em projetos de iluminação pública mostra resultados interessantes: ao cruzar informações coletadas por câmeras de monitoramento com as dos postes inteligentes, é possível economizar energia ao acionar as lâmpadas apenas no caso de fluxo de pessoas”, exemplifica.

Kischner elenca também o ganho no controle do tráfego. “Ao entender melhor os horários de maior movimentação em determinada região, os órgãos públicos podem tomar medidas mais assertivas para organizar melhor o trânsito de transeuntes e veículos”, conta.

 

E qual o papel da Khomp nesse processo?

Como evidenciado na cobertura da Cebit, a Khomp entende a necessidade prover tecnologias para estabelecer a base ideal para o desenvolvimento de novas aplicações.

“Ao abraçarmos o conceito Enabling Technology, nos comprometemos com a missão de garantir ferramentas de conectividade para que integradores e outras empresas criem soluções criativas para as necessidades de IoT do mercado”, enfatiza Kischner.

Para entender melhor esse discurso, visite o estande da Khomp no Futurecom 2018, que ocorre em São Paulo entre os 15 e 18 de outubro. No evento, está previsto o lançamento comercial do ITG 200, que agora é capaz de ler e transmitir em Zigbee e LoRa, garantindo maior dinamismo aos projetos de IoT. “Falando nisso, apresentaremos também sensores de leitura desses protocolos, que passam a compor nossa linha de endpoints”, complementa.

Acompanhe nas próximas semanas mais detalhes sobre a participação da Khomp na maior feira de tecnologia da América Latina! Assine a news da Khomp aqui e siga-nos no Facebook, LinkedIn, Twitter!

 

Facebook Twitter Google + Linkedin