Por Raquel Cruz Xavier

19/02/2019

Tenho um PABX analógico e gostaria de migrar para um PBX IP. Mas e se minha internet falhar?

O Blog da Khomp trouxe as várias vantagens de se aderir a um PBX IP: novas funcionalidades, redução de custos das faturas com rotas de menor custo para chamadas celular, VoIP e fixas, entre outras funções que a tecnologia IP permite agregar à telefonia tradicional. Mas e se a rede falhar? Como fica a telefonia do PBX IP em caso de falha na internet?

Dependendo do tipo de negócio, qualquer falha no sistema de telefonia pode acarretar diversos prejuízos. E não é uma realidade distante: hospitais, bombeiros, serviços de resgate e segurança, empresas que contam com sistemas de delivery e de logística são alguns exemplos.

Nestes casos é preciso que o PBX IP seja capaz de garantir a disponibilidade do serviço de telefonia e assim assegurar a sobrevivência contra problemas que possam interromper a comunicação. Tais problemas podem vir desde uma falha na rede de internet a desastres naturais.

 

Sobreviver à falha de internet com o gateway UMG

UMG – User Media Gateway é uma linha de equipamentos inteligentes que permitem o gerenciamento de uma série de funcionalidades que estão interligadas a infraestrutura da comunicação, desde o desempenho até o controle dos custos.

“A ideia é que a empresa não fique sem comunicação. A Khomp garante que quando houver falha de internet ou o PBX IP não funcionar por qualquer situação que seja, haverá a continuidade da comunicação via telefone, garantida pelo UMG”, afirma Rafael Nahid, consultor técnico de Pré-Vendas da Khomp.

O UMG fica instalado entre o PBX IP da empresa e a rede pública. Sua primeira função é encaminhar as chamadas entre eles de acordo com as regras de roteamento pré-definidas pelo usuário. Com o recurso da Sobrevivência ativo no UMG, esse passará a monitorar o funcionamento do PBX IP.


Conheça oportunidades de negócios no ambiente corporativo com o UMG da Khomp nesse outro artigo do Blog.


Caso o PBX IP não responda à monitoração, o UMG assume a responsabilidade de dar continuidade no processo e executa as funções básicas do PBX.

Assim, ele automaticamente direciona a chamada para o aparelho telefônico de acordo com as configurações que foram pré-programadas no modo sobrevivência do equipamento, realizando o roteamento da ligação.

“No modo sobrevivência, o cliente consegue usar o aparelho analógico mesmo sem a internet estar funcionando. O principal objetivo é o cliente não ter a percepção de que houve falha na internet, já que o equipamento não permite pausas ou interrupções nas ligações. Ainda nesse contexto, é importante ressaltar que havendo a interrupção de internet, o usuário irá perder as funcionalidades extras do PBX, como o atendimento de URA entre outros, mas realizar e receber chamada será garantido”, enfatiza Nahid.

 

Garantia extra da telefonia com o UMG Modular 300

Além de falhas da internet, o equipamento UMG na versão Modular 300 possui a função bypass em caso de falha de energia.

Equipado com a placa 2FXS/2FXO, o UMG Modular 300 garante a telefonia da empresa mesmo em caso de falha na rede elétrica, ativando automaticamente os canais analógicos a manterem a operação em andamento, sem paralisação das chamadas.

“A Khomp tem o cuidado de oferecer em seus equipamentos a máxima garantia possível de sobrevivência dos serviços”, finaliza.

 

Quer saber mais?

Assine a newsletter da Khomp e receba em primeira mão outros artigos sobre tecnologias e novidades que agregam valor à telefonia nas empresa.

 

Facebook Twitter Linkedin

De acordo com nossa política de privacidade, nós utilizamos cookies para garantir que você sempre tenha a melhor experiência ao visitar nosso website. Saiba mais