Por Raquel Cruz Xavier

26/01/2017

RNP – Rede Nacional de Pesquisa desenvolve solução de comunicação híbrida com hardware 100% nacional

EBS Server Modular compõe o projeto fone@RNP e garante a comunicação e colaboração nas instituições participantes da Rede Ipê

O Cenário

A RNP foi criada no final da década de 80 pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com o objetivo de construir uma infraestrutura de rede de internet para uso acadêmico em todo o país, e, em maio de 1995, ampliou seus serviços a todos os setores públicos da sociedade.

Atualmente, a RNP fornece aos seus clientes uma infraestrutura de rede de alto desempenho, além de serviços de comunicação e aplicações de colaboração à distância.
Sua principal missão é promover o desenvolvimento tecnológico e apoiar a pesquisa de tecnologias de informação e comunicação, estando presente em todo o país, através de 27 instituições que sediam os Pontos de Presença (PoP) e representam a RNP em cada unidade da federação. Estas instituições são a espinha dorsal da rede acadêmica nacional. Conectadas a elas estão as principais instituições de ensino superior e produção de conhecimento e inovação do Brasil, chamada Rede Ipê, uma infraestrutura de rede óptica onde 1219 entidades estão conectadas, trocando grande volume de informações.

Buscando facilitar a comunicação, um dos serviços oferecidos pela RNP é o fone@RNP, que conecta as organizações à tecnologia de Voz sobre IP (VoIP), o que permite que as chamadas de voz, realizadas em equipamentos legados ou não, sejam encaminhadas através da rede de dados da RNP, possibilitando que chamadas sejam estabelecidas localmente.

Até meados de 2014, para que o fone@RNP funcionasse, a estrutura exigia 1 servidor, 1 comutador e 1 placa PCI de 2 E1s em cada Instituição participante do serviço Fone@RNP. Além dos elevados custos, problemas logísticos de unir equipamentos de diferentes fornecedores e distribuí-los em todo o país, a placa externa era importada e, por muitas vezes, tinha o fornecimento interrompido. Outro problema é que nesta arquitetura, em caso de falha no servidor ou na placa, todo o sistema ficava inoperante, por não haver um sistema de contingência integrado.

Buscando uma solução mais compacta e integrada para o fone@RNP, a RNP em parceria com a CAM Tecnologia uniu o fone@RNP com a linha EBS Server da Khomp em um produto customizado, voltado para as necessidades específicas da aplicação:

 

Modelo de integração fone@RNP

Modelo de integração com PABX tradicional e rede VoIP

 

O Projeto

Substituindo o servidor, o comutador e a placa PCI por 1 EBS Server Modular, o primeiro problema sanado foi o da logística: agora cada PoP receberia um equipamento único, pronto, liberado da Khomp com o serviço instalado, bastando apenas configurá-lo. Além disto, o EBS Server Modular oferece flexibilidade na ampliação de cenários, ou seja, a Khomp envia os módulos e a ampliação é feita no local, pela própria Instituição Cliente do Fone@RNP.

“Com a qualidade do driver Khomp, a dificuldade na realização da integração plena no Link E1 com os mais diversos equipamentos existentes no mercado foi facilitada para a equipe de suporte da CAM.”, afirma o CEO da CAM Tecnologia, Thiago Maluf.

O EBS-E1 Bypass, recurso oferecido junto com o EBS Server Modular com 2 links E1, garante disponibilidade à comunicação. Com ele é possível tratar falhas, fazendo a transferência de um link E1 para outro, sempre que houver uma interrupção no sistema, como perda de energia ou perda de comunicação com o servidor. Essa transferência é executada com agilidade e sem a necessidade de intervenção humana, ocorrendo de forma a atender o usuário em um curto espaço de tempo, restabelecendo rapidamente a comunicação.

Hoje o Projeto Fone@RNP já conecta mais de 300 entidades públicas de diferentes seguimentos através de gateway de voz híbrido (E1/VoIP) que permite um roteamento inteligente de chamadas entre estas entidades, permitindo em muito casos uma redução de até 70% na conta telefônica. O gateway de voz da RNP foi desenvolvido com base em um servidor de telefonia Khomp e um Asterisk que é customizado pela própria equipe de engenharia da RNP.

Modelo de integração Rede RNP

Modelo de integração Rede RNP

 

Facebook Twitter Linkedin