Por Raquel Xavier

20/09/2018

Futurecom 2018: conheça o Manager One!

Quanto tempo (e dinheiro) você desperdiça na manutenção de discadores? E com a ociosidade dos recursos de telefonia? Se a resposta for nível gastrite nervosa, a Khomp tem uma novidade que pode beneficiar muito seu dia-a-dia: a plataforma Manager One.

Com lançamento previsto para o Futurecom 2018, essa solução permite centralizar a monitoração e o gerenciamento de toda rede de telefonia, bem como classificar chamadas e gerar relatórios de desempenho em tempo real.

“A ideia é garantir mais liberdade e dinamismo às operações de call center, permitindo otimizar recursos, identificar e resolver problemas graves de maneira simples. E sem a necessidade de trocar os equipamentos: o software se conecta com qualquer gateway que suporte o protocolo SIP”, explica Everton Fernandes, desenvolvedor líder da Khomp.

 

Como funciona o Manager One?

O Manager One é composto por quatro módulos:

Manager Flow: reconhecido como o protagonista dessa solução, essa aplicação é responsável pelo roteamento das chamadas entre os equipamentos na rede.

Analytics: é semelhante ao Analytics Khomp, que permite a classificação de chamadas antes de enviá-las ao operador.

“À efeito de comparação, há casos em que o percentual de chamadas improdutivas — direcionadas para números desativados e caixas de mensagem, por exemplo — representam 50% do volume diário da operação”, explica.

Insight: disponibilizado em nuvem, esse recurso permite a análise de dados e monitoração em tempo real, por meio de um interface moderna, intuitiva e centralizada em um único sistema.

“Com esses indicadores é possível acompanhar o desempenho de qualquer sistema (ou conjunto envolvido) na telefonia, provendo informações para uma tomada de decisão inteligente”, conta.

H.A.: fechando o pacote, esse módulo garante a alta disponibilidade da operação. “A partir de uma configuração prévia, é possível estabelecer rotinas para que um equipamento assuma automaticamente as funções de outro no caso de falhas”, explana.

 

E na prática?

O benefício mais visível do Manager One é a desburocratização de processos que viabilizam explorar melhor o potencial dos recursos da rede.

“Um exemplo disso é o balanceamento de cargas, que permite distribuir o volume de ligações entre os discadores a partir da plataforma. Dessa forma, diminui-se a ocorrência de recursos ociosos e, possivelmente, melhora-se a qualidade das chamadas”, destaca Fernandes.

Outra aplicação interessante é o acesso à dados de diferentes discadores em tempo real e de maneira padronizada.

“Antes, para avaliar o desempenho de uma campanha com mais de um discador, era preciso esperar o tempo de compilação de dados de cada empresa para receber relatórios que, nem sempre, seguem a mesma lógica de nomenclaturas e indicadores. Isso tornava quase impossível trazer mais inteligência a esse trabalho”, conta.

Inclui-se também a capacidade de traçar rotas de menor custo sem a necessidade de configurar o media gateway. “Basta fazer tudo pelo Manager One”, afirma.

 

Quero saber mais!

Para saber mais detalhes do Manager One, visite o estande da Khomp no Futurecom 2018, que ocorre em São Paulo entre os 15 e 18 de outubro.

A Khomp reserva uma série de novidades para o evento, detalhadas nesta série de artigos que convidam o leitor a explorar diferentes oportunidades de negócios. Acompanhe a cobertura do evento assinando a news da Khomp e siga-nos no Facebook, LinkedIn, Twitter.

 

Facebook Twitter Google + Linkedin