Gateway de usuário – CPE

 

Customer Premises Equipment ou Customer Provided Equipment, os CPEs, são quaisquer equipamentos alocados em um cliente, seja ele uma residência ou uma empresa de qualquer porte. O CPE pode ser de propriedade do cliente ou do fornecedor e é conectado à uma operadora que presta algum tipo de serviço de voz, dados ou vídeo. Em outras palavras, é qualquer equipamento que se conecte a um serviço WAN.

É um termo genérico, que está ligado ao contexto onde ele for utilizado. Alguns exemplos de CPE:

  • Telefones analógicos (usando um serviço de uma operadora de telefonia fixa) ou IP (registrados diretamente à uma operadora VoIP, a um PBX local ou a um PBX na nuvem);
  • Qualquer PABX (tanto analógico quanto digital) ou PBX (software), usando serviços de operadoras de telefonia fixa, GSM, VoIP, E1;
  • Roteadores;
  • Switches;
  • Modems (tanto residenciais, mais simples, quanto os mais profissionais, que ficam alocados em alguma empresa, levando serviço de fibra ótica, por exemplo).

Os CPEs podem ser equipamentos ativos, como os citados acima, ou também passivos, como um ATA. Este é simplesmente um adaptador de telefonia, que se registra em um PBX ou operadora IP e transforma esse sinal digital em analógico, podendo ligar um telefone convencional a um serviço IP.

Todo produto que acompanha um CPE, como cabos, fontes e acessórios em geral que são usados para que um CPE funcione, e até os manuais de uso, são chamados de CPE Peripherals.

No caso dos CPEs, a Khomp disponibiliza para o mercado uma completa linha de produtos: são ATA’s, como os KAP 208 e o KAP 302,  uma ampla linha de telefones IP inteligentes como os IPS 200, IPS 212, IPS 300 e outros, toda a linha de EBS e Appliances, os Media Gateways UMG, KMG MS e Kmedia.

Dentre as áreas de atuação de um CPE, podemos destacar:

  • VoIP;
  • Serviços de casa conectada;
  • TV paga;
  • Serviços de vídeo on demand;
  • Internet e dados;
  • Conectividades wireless;
  • Soluções LTE;
  • Equipamentos IoT.